Acessar o conteúdo principal
Brasil/Natal

Brasileiros enviaram quase 1 milhão de cartas para o Papai Noel em 2012

A iluminação de Natal na avenida Champs Elysée
A iluminação de Natal na avenida Champs Elysée RFI/DucTam

Neste Natal, Papai Noel não terá descanso : cerca de 8 milhões de cartas devem ser enviadas ao bom velhinho, segundo a União Postal Universal (Universal Postal Union), que fica em Berna, na Suíça. E os brasileiros devem contribuir como no ano passado, quando enviaram mais de 964 mil mensagens.

Publicidade

Os dados integram uma pesquisa dos países membros da UPU, e mostram um aumento de quase um milhão de correspondências a mais em relação a 2007, quando foi realizada uma sondagem semelhante, segundo o órgão.

Na lista dos 20 países do mundo que mais escreveram cartas para o Papai Noel em 2012, o Brasil chega em quarto lugar, com 964.315 mensagens, perdendo apenas apenas para a França, Canadá e Estados Unidos.

Só na França, em 2012, cerca de 1,7 milhão de cartas foram enviadas para o personagem de barba branca e roupa vermelha.

Diversas agências de correios no Canadá, França, Espanha e Irlanda também registraram um número maior de mensages enviadas para o Papai Noel ou os reis magos em 2013 em relação ao ano passado. As cartas não são escritas só por crianças, mas também adolescentes e jovens.

Em termos globais, cerca de 20 agências de correio declararam receber cartas endereçadas ao bom velhinho ou outros personagens do Natal cristão, e diversas delas possuem uma estrutura específica para respondê-las.

As cartas são endereçadas para o Papai Noel no Pólo Norte, e normalmente deveriam voltar para o remetente. Mas, para alimentar a fantasia das crianças, a UPU criou um serviço para respondê-las.

No Canadá, o bom velhinho dispõe até mesmo de seu próprio código postal: Hoh Oho.

 

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.