Acessar o conteúdo principal
Índia/eleições

Índia organiza maior eleição do mundo a partir desta segunda

A Índia iniciou hoje a 'maratona' das eleições que vão ser realizadas em nove etapas, entre os dias 7 de abril e 12 de maio. Na foto, fila de mulheres que votam no distrito de Jorhat, noroeste da Índia.
A Índia iniciou hoje a 'maratona' das eleições que vão ser realizadas em nove etapas, entre os dias 7 de abril e 12 de maio. Na foto, fila de mulheres que votam no distrito de Jorhat, noroeste da Índia. REUTERS/Adnan Abidi

Começou nesta segunda-feira (7) na Índia a maior eleição do mundo. Até o dia 12 de maio, cerca de 815 milhões de indianos vão eleger seus deputados. Os eleitores das regiões de Assam e Tripura foram os primeiros a comparecer aos locais de votação, que abriram às 7h no horário local.

Publicidade

As eleições legislativas na Índia são um verdadeiro desafio logístico. Pela extensão e a variedade do território indiano, com desertos, zonas montanhosas e florestas, a votação acontece em nove etapas ao longo de um mês.

As equipes eleitorais percorrem o país em caravanas, transportando as urnas eletrônicas de uma região para outra, em um milhão de locais de votação.

Há dez anos no poder, o Partido do Congresso, dirigido por Rahul Gandhi, herdeiro da família política mais tradicional da Índia - os Nehru-Gandhi -, corre o risco de perder a metade das 543 cadeiras na câmara baixa do parlamento indiano. As pesquisas apontam como favorito o partido nacionalista hindu BJP, do opositor Narendra Modi, governador há 13 anos do estado de Gudjarat.

Os dois maiores partidos indianos propõem programas econômicos semelhantes. A diferença é que nos últimos dez anos o Partido do Congresso apostou em programas sociais, e daqui para a frente os nacionalistas hindus defendem reformas estruturais de modernização do país para atrair investimentos estrangeiros.

Os resultados das legislativas indianas devem ser anunciados no dia 16 de maio.

 

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.