Acessar o conteúdo principal
Síria/presidenciais

Bashar al-Assad anuncia sua candidatura à presidência da Síria

REUTERS/Khaled al-Hariri

O presidente sírio Bashar al-Assad anunciou oficialmente nesta segunda-feira (28) sua candidatura às eleições presidenciais do dia 3 de junho. O pleito é considerado uma “farsa” pela oposição e o Ocidente e deverá resultar na reeleição do líder do regime.  

Publicidade

Bashar al-Assad escreveu uma carta anunciando sua candidatura, que foi lida pelo presidente do Parlamento, Mohammad al-Lahham, nesta segunda-feira. Ele é um dos sete candidatos que se apresentaram ao cargo, mas há poucas dúvidas que ele vença as eleições. A família Assad governa o país há 40 anos e as eleições serão organizadas apenas nas áreas controladas pelo regime.

"A Síria viverá as primeiras eleições de sua história", disse Assad, citado pela presidência. "Aqueles que queiram exprimir seu apoio e sua alegria a todo candidato devem ter senso de responsabilidade nacional e ir às urnas na hora determinada", declarou o presidente sírio.

No início de março, o parlamento sírio votou uma lei que exclui uma participação da oposição no exílio para as próximas presidenciais. A Síria é palco de uma guerra civil há mais de três anos que já deixou mais de 150 mil mortos. Uma das exigências dos opositores é a saída de Bashar al-Assad, que se recusa a deixar o poder.

Depois do ataque químico no subúrbio de Damasco, em agosto do ano passado, a comunidade internacional voltou a cogitar uma intervenção militar, mas a Rússia e os Estados Unidos chegaram a um acordo em setembro de 2013 para destruir o arsenal químico do regime e evitar um ataque.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.