Acessar o conteúdo principal
Indonésia/Acidente

Indonésia recupera segunda caixa-preta de avião da AirAsia

Equipe de busca e mergulhadores do acidente do voo da Indonésia AirAsia QZ8501.
Equipe de busca e mergulhadores do acidente do voo da Indonésia AirAsia QZ8501. REUTERS/Prasetyo Utomo/Pool

A equipe de mergulhadores da marinha da Indonésia, que busca no mar de Java os destroços do avião da AirAisia, conseguiu recuperar nesta terça-feira (13) a segunda caixa-preta da aeronave. O voo QZ 8501, que fazia a rota Surabaya-Cingapura, caiu no dia 28 de dezembro com 162 pessoas a bordo.

Publicidade

Duas semanas após o acidente, a segunda caixa-preta do Airbus da AirAsia, que registra as conversas entre os pilotos e os controladores aéreos, foi retirada do fundo do mar de Java por mergulhadores e levado para um navio de guerra indonésio. A primeira caixa-preta, com os dados do voo, foi recuperada na segunda-feira (12).

Especialistas da Aibus já estão em Jakarta para ajudar os investigadores indonésios a analisar os dois equipamentos e tentar descobrir as causas da tragédia. O voo QZ 8501, com destino a Cingapura, caiu no mar no dia 28 de dezembro, pouco depois da decolagem na cidade de Surabaya, na Indonésia.

Forte tempestade

Logo após a decolagem, o piloto do Airbus 320 pediu para usar uma rota mais alta para evitar nuvens carregadas e uma forte tempestade, mas teve seu pedido recusado devido ao intenso trâfego aéreo na região. Um relatório preliminar divulgado pelas autoridades indonésias indica que o mau tempo foi um fator determinante para o acidente.

Mas só o resultado das análises das caixas-pretas poderá confirmar a verdadeira causa da queda. Nesta terça-feira, os mergulhadores também localizaram um dos motores do avião, que também será fundamental para a investigação.

Até agora, apenas 48 corpos foram retirados do mar. As famílias das vítimas fizeram um apelo para que as autoridades indonésias se foquem na localização dos passageiros.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.