Acessar o conteúdo principal
Nigéria/Boko Haram

Ofensiva do exército do Chade contra Boko Haram mata 200 extremistas

Helicópteros do Chade deram apoio ao avanço das tropas terrestres em Gamboru.
Helicópteros do Chade deram apoio ao avanço das tropas terrestres em Gamboru. AFP PHOTO / STEPHANE YAS

Cerca 200 jihadistas do Boko Haram e nove soldados do exército do Chade morreram ontem durante uma ofensiva do exército chadiano no norte da Nigéria. O balanço foi divulgado nesta quarta-feira (4) pelo Estado-maior das Forças Armadas do Chade.

Publicidade

"Lamentamos a morte de nossos soldados e os ferimentos causados em outros 21 militares envolvidos na operação", diz um comunicado do exército do Chade. O texto acrescenta que além de eliminar mais de 200 combatentes do bando inimigo, a operação permitiu a recuperação de material de guerra, que foi destruído, incluindo veículos com armas pesadas, uma centena de motos e um canhão de 105 milímetros. Os militares continuam rastreando a área.

Os ultrarradicais islâmicos atacaram posições militares na fronteira da Nigéria com os Camarões e, na sequência, os militares chadianos iniciaram a ofensiva terrestre. O avanço das tropas oficiais contou com o apoio de helicópteros. Os soldados partiram ontem dos Camarões e pela primeira vez passaram a fronteira nigeriana.

Operação pente-fino

O exército do Chade afirma ter tomado o controle da cidade de Gamboru, no nordeste da Nigéria, que durante vários meses esteve nas mãos do Boko Haram. Os combates foram violentos e deixaram várias casas e carros destruídos. Hoje, os militares fazem uma operação pente-fino na cidade que ficou praticamente deserta após a fuga dos moradores.

Violentos combates também são registrados na localidade de Fotokol, na fronteira de Camarões e da Nigéria, outro reduto do Boko Haram. Os extremistas invadiram a cidade para enfrentar os militares camaroneses. Os moradores estão trancados em casa para se proteger dos combates.

Mobilização regional

A mobilização regional dos vizinhos da Nigéria é uma nova etapa na luta contra a expansão do Boko Haram. As operações militares contam com um contingente de mais de 400 blindados e tanques, que estão posicionados em mais duas cidades no leste do Níger, na fronteira com a Nigéria, prontos para combater o grupo ultrarradical.
 

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.