Acessar o conteúdo principal
Iêmen/Ataques

Coalizão liderada pela Arábia Saudita ataca rebeldes xiitas no Iêmen

Arábia Saudita lançou operação militar no Iêmen contra os rebeldes hutis
Arábia Saudita lançou operação militar no Iêmen contra os rebeldes hutis REUTERS/Khaled Abdullah

A Arábia Saudita formou uma coalizão com os países do Golfo Pérsico e lançou ataques aéreos na noite da quarta-feira (25) contra os rebeldes xiitas hutis no Iêmen, que lutam contra o governo do presidente Abd Rabbo Mansour Had. A ofensiva dos aliados acontece como resposta ao ataque realizado ontem pelos rebeldes contra cidade de Aden, no sul do país, onde o presidente se refugiou após a tomada da capital Sana em setembro do ano passado.

Publicidade

Com a ajuda dos vizinhos do Golfo Pérsico, as forças leais ao líder iemenita conseguiram retomar o Aeroporto Internacional de Aden, que havia sido invadido ontem pelos militares da 39ª brigada, aliados dos rebeldes hutis.

Coalizão inclui países africanos

A Arábia Saudita mobilizou 150 mil militares e dez aviões de combate, os Emirados Árabes Unidos entraram com 30 aviões de combate, o Bahrein e o Kuwait com 15 aparelhos cada um e o Catar com dez, segundo o canal de TV saudita Al-Arabiya. Além desses países, que são vizinhos do Iêmen, a operação militar mobiliza outras nações, como o Egito, a Jordânia, o Sudão, o Paquistão e o Marrocos. Os Estados Unidos, que são aliados do presidente iemenita na luta contra o grupo terrorista Al-Qaeda, anunciaram um apoio logístico à coalizão. Já o Irã, que apóia os rebeldes, acusou a coalizão de "movimento perigoso".

A Arábia Saudita suspendeu o tráfico aéreo nos aeroportos do sul do país, na zona fronteiriça com o Iêmen. Segundo um comunicado da Autoridade de Aviação Civil, essa medida se aplica a sete aeroportos e ficará em vigor até "nova ordem".

Apoio da França

A França expressou nesta quinta-feira seu apoio ao presidente iemenita Abd Rabbo Mansour Hadi e condenou as ofensivas dos rebeldes xiitas hutis e "aqueles que os apóiam". "Operações militares foram conduzidas na noite passada por vários países da região em resposta aos pedidos das autoridades legítimas do Iêmen", afirmou o porta-voz do ministério das Relações Exteriores francês.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.