Acessar o conteúdo principal
Nepal/Terremoto

Cresce número de vítimas de novo terremoto no Nepal

Mulher nos escombros de casas que ruíram na cidade de Sankhu, no Nepal.
Mulher nos escombros de casas que ruíram na cidade de Sankhu, no Nepal. REUTERS/Navesh Chitrakar

O terremoto de 7,3 na escala Richter que atingiu o Nepal nesta terça-feira (12) matou ao menos 36 pessoas no país e deixou outras 17 vítimas na Índia, além de mais de 1.000 feridos. Muitos prédios que já estavam com a estrutura abalada pelo terremoto anterior, de 25 de abril, desabaram.

Publicidade

Na hora seguinte ao novo terremoto no Nepal, o instituto americano de geofísica USGS registrou várias réplicas na região, a mais forte delas de intensidade 6,3 na escala Richter. O estado indiano de Bihar, que faz fronteira com o Nepal, registra o maior número de mortos nos países vizinhos. O abalo também foi sentido em Bangladesh e no Tibete. Pelo menos um motorista tibetano morreu atingido por pedras que caíram na via em que ele circulava.

A terra voltou a tremer no Nepal quando eram 12h35 no horário local. O epicentro do novo abalo foi localizado perto de um acampamento na base do Monte Everest, a 80 km a leste da capital e a 19 km de profundidade. O acampamento estava provavelmente vazio, pois tinha sido interditado no terremoto de abril, que deixou mais de 8 mil mortos e 17 mil feridos.

Pânico nas ruas de Katmandu

Como aconteceu no primeiro terremoto, de magnitude 7,8 na escala Richter, o tremor de hoje provocou pânico em Katmandu. Os moradores da capital saíram às ruas para se proteger de desabamentos. As autoridades fecharam o aeroporto internacional por precaução e pediram aos nepaleses que ficassem nas ruas até segunda ordem. A ONG Save The Children informou que dois grandes imóveis do bairro de Balaju Nayabazar, em Katmandu, desabaram. Outros edifícios próximos apresentam fissuras.

Os distritos de Chautara, Dolakha e Sidhupcalchowk, na fronteira com o Tibete, parcialmente destruídos no primeiro terremoto, pagam caro pelo novo tremor. Segundo o ministro do Interior nepalês, Bam Dev Gautam, várias casas e prédios ruíram nessas localidades.

O novo terremoto foi sentido em países vizinhos do Nepal, como Índia, Bangladesh e na região do Tibete, onde ocorreram desabamentos. Em Nova Délhi, a terra tremeu durante mais de um minuto e centenas de pessoas deixaram os escritórios com medo de serem soterradas.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.