Acessar o conteúdo principal
Palestina/Israel

Acordo de paz com Palestina é prioridade em novo plano de governo de Israel

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, vai apresentar seu novo programa de governo
O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, vai apresentar seu novo programa de governo REUTERS/Abir Sultan

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, vai apresentar nesta quinta-feira (14) seu novo programa de governo ao Parlamento. Uma das prioridades será fazer um acordo de paz com os palestinos, ainda que o documento não cite a criação de um Estado palestino independente. 

Publicidade

Luciana Marques, em colaboração especial à RFI

O acordo será submetido ao Parlamento e, se necessário, haverá um referendo. O governo conta com o apoio de 61 dos 120 deputados, e qualquer deslize pode dificultar a aprovação. O texto diz que o acordo é para preservar a segurança e os interesses históricos e nacionais de Israel.

Netanyahu havia enterrado a possibilidade de criação de um Estado palestino independente durante a campanha para as eleições parlamentares de 17 de março. Mas mudou o tom do discurso.

Vaticano

Na quarta-feira (13), o Vaticano anunciou a assinatura de seu primeiro acordo com o Estado da Palestina, depois de 15 anos de negociação. É o primeiro tratado que reconhece formalmente o Estado da Palestina, expressão usada nos documentos oficiais da Igreja desde 2013. O documento aborda atividades da Igreja Católica no território palestino.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.