Acessar o conteúdo principal
Espaço/Rosetta

Robô europeu Philae "acorda" sobre o cometa "Chury" e emite sinais para Terra

Em primeiro plano, um dos pés do robô Philae.
Em primeiro plano, um dos pés do robô Philae. ESA/Rosetta/Philae/CIVA

O robô espacial europeu Philae, estacionado desde novembro na superfície do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko, mais conhecido como "Chury", despertou na noite de sábado para domingo (14). A informação foi divulgada por Jean-Yves Le Gall, presidente do Centro Nacional de Estudos Espaciais (CNES), a agência espacial francesa. "Recebemos seis sinais durante dois minutos, bem como quarenta segundos de dados", indicou Le Gall.

Publicidade

Do tamanho de uma máquina de lavar roupas, o robô Philae estava inativo desde seu histórico pouso em 12 de novembro do ano passado sobre o cometa "Chury". A mais de 450 milhões de quilômetros de distância da Terra, os cientistas da Agência Espacial Europeia (ESA) tentavam há mais de um mês "ouvir" um possível sinal de vida de Philae, deixado no cometa pela sonda Rosetta. A sonda europeia está agora a uma centena de quilômetros do cometa "Chury".

A missão da sonda Rosetta lidera a lista das dez "Descobertas do Ano" em 2014, divulgada em dezembro passado pela revista "Science". Philae tornou-se o primeiro aparelho enviado pelo ser humano que conseguiu aterrissar sobre um cometa.

A missão Rosetta tenta entender as origens e a evolução do Sistema Solar. Os cometas são os corpos mais antigos desse sistema e preservam materiais, com mais de 4,6 bilhões de anos, que podem ajudar os cientistas a compreender o processo de formação da Terra. Cientistas acreditam que a água presente em nosso planeta possa ter vindo de cometas, que carregam grandes quantidades de gelo.

(Com informações da AFP)

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.