Acessar o conteúdo principal
Índia/Chuvas

Inundações na Índia provocam mais de 180 mortes

Indiano tenta levar filhas à escola após enchentes que devastaram o leste da Índia em foto de 3 de agosto de 2015.
Indiano tenta levar filhas à escola após enchentes que devastaram o leste da Índia em foto de 3 de agosto de 2015. REUTERS/Rupak De Chowdhuri

As inundações provocadas pelas fortes chuvas na Índia nos últimos dias deixaram mais de 180 mortos e mais de um milhão de desabrigados, segundo anunciaram as autoridades locais nesta terça-feira (4). Vários rios transbordaram e alagaram em milhares de localidades em Bengala Ocidental e no estado de Manipur, no nordeste do país, onde estradas e pontes foram bloqueadas, assim como as comunicações.

Publicidade

Muitas vítimas morreram afogadas e quatro faleceram em um deslizamento de terra que sepultou um vilarejo remoto em Manipur, na fronteira com Mianmar, onde as chuvas de monção também provocaram estragos. O balanço de mortos, que era de 120 na segunda-feira (2), aumentou de forma brusca após a descoberta de vários corpos em Bengala Ocidental e em Gujarat, onde o nível das águas começou a cair, permitindo o retorno das famílias a suas casas.

O ministro indiano para a Gestão de Desastres, Javed Ahmad Khan, indicou que o balanço de vítimas das inundações em Bengala Ocidental chegou a 70. As estradas de mais de 13 mil vilarejos permanecem alagadas. Quase 1,2 milhão de pessoas estão em 1,6 mil acampamentos provisórios em escolas e prédios do governo.

As cheias foram ainda mais intensas por conta da água liberada das represas que já estavam cheias após a passagem do ciclone Komen, nos últimos dias. Em 13 distritos os rios ultrapassaram o nível de perigo de transbordamento.

Balanço de vítimas

No estado de Rajasthan, onde morreram 35 pessoas, "o pior já passou", afirmou o ministro local Gulab Singh Kataria. Em Gujarat, o balanço é de 72 mortos. Outras cinco pessoas morreram em Orissa.

Em Manipur, as equipes de resgate ainda procuram pessoas soterradas após um deslizamento de terra no sábado. Quatro corpos foram encontrados até o momento.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.