Acessar o conteúdo principal
Turquia/ conflito

Turquia volta a bombardear curdos

Membros da força especial turca após ataques em Istambul, em 10 de agosto de 2015.
Membros da força especial turca após ataques em Istambul, em 10 de agosto de 2015. REUTERS/Huseyin Aldemir

A aviação turca bombardeou na madrugada desta terça-feira (11) posições do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) no sudeste do país, em reposta a ataques de segunda-feira (10), atribuídos aos separatistas curdos. Cinco policiais e dois soldados turcos morreram nos atentados que, segundo Ancara, seriam do PKK.

Publicidade

"Dezessete alvos foram atingidos com precisão na província de Hakkari", anunciou o Estado-Maior em um comunicado, nesta manhã. Ontem, um grupo clandestino de extrema-esquerda, o DHKP-C (Partido/Frente Revolucionário de Libertação do Povo), reivindicou o atentado contra o consulado dos Estados Unidos em Istambul.

O anúncio foi feito no site da organização, que prometeu continuar a luta “contra o imperialismo americano”. O mesmo grupo reivindicou um atentado suicida contra a embaixada americana em Ancara em 2013, que deixou dois mortos.

O governo turco iniciou em 24 de julho uma "guerra contra o terrorismo", que tem como alvos o PKK e o grupo Estado Islâmico na Síria. Mas quase todos os ataques se concentraram, até o momento, contra a guerrilha curda.

Os confrontos já mataram 390 combatentes do PKK e 20 policiais turcos. Os Estados Unidos mobilizaram caças F16 para ajudar a combater o avanço do grupo Estado Islâmico no território turco.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.