Acessar o conteúdo principal
Israel/Cisjordânia

Israel anuncia construção de novos assentamentos na Cisjordânia

Médicos israelenses prestam socorro a uma jovem que foi esfaqueada no assentamento judaico deTekoa na Cisjordânia.
Médicos israelenses prestam socorro a uma jovem que foi esfaqueada no assentamento judaico deTekoa na Cisjordânia. REUTERS/Ammar Awad

O Ministério da Defesa Israelense aprovou um projeto para a construção de novos assentamentos em territórios ocupados na Cisjordânia. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (25) por um porta-voz da organização israelense que se opõe à colonização, “A Paz Agora”.

Publicidade

Esta é a primeira vez em um ano e meio que o governo relança oficialmente novas construções nos territórios ocupados, de acordo com a organização. Os projetos prevêem obras perto dos assentamentos de Ariel, no norte, Carmel e Hébron, e também em Goush Etzion, declarou Hagit Ofran, porta-voz da ONG.

“Houve uma tentativa de interrupção das construções, desde o segundo semestre de 2014”, explicou o representante da organização. Segundo ele, agora o governo do premiê Benjamin Netanyahu cedeu à pressão dos moradores e da ala mais conservadora do governo. “Ou simplesmente, não há mais medo de uma reação negativa dos Estados Unidos, como também foi o caso durante as negociações sobre o dossiê iraniano”, observa Ofran.

Premiê está sendo criticado pela direita

O primeiro-ministro, à frente de uma coalizão de direita, está sendo criticado por sua incapacidade de colocar um fim à onda de ataques palestinos contra as forças de segurança e aos civis israelenses, desde o início de outubro. Mais de 159 palestinos e 24 israelenses já morreram nos conflitos.

De acordo com uma pesquisa publicada neste fim-de-semana pela TV israelense, dois terços da população discordam da maneira como o premiê administra a situação. Os últimos ataques ocorreram dentro dos assentamentos e vários membros do governo prometeram aos representantes dos colonos a aprovação de novos projetos.

Israelense esfaqueada em assentamento morre no hospital

A israelense de 24 anos, ferida nesta segunda-feira (25) por dois palestinos em Beit Horon, na Cisjordânia, morreu nesta terça-feira (26), informou a porta-voz do hospital Hadassah em Jerusalém. Outra mulher que a acompanhava e foi ligeiramente ferida no mesmo ataque está internada em um outro hospital. Os agressores foram mortos pelos policiais dos assentamentos.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.