Acessar o conteúdo principal
Saúde

Número de obesos dobra no mundo em 40 anos

A obesidade afeta 641 milhões de adultos ou 13% da população mundial, porcentagem que pode chegar a 20% até 2025.
A obesidade afeta 641 milhões de adultos ou 13% da população mundial, porcentagem que pode chegar a 20% até 2025. Paul ELLIS, Robyn BECK, Ronaldo SCHEMIDT / AFP

Um novo estudo sobre a obesidade divulgou dados alarmantes nesta sexta-feira (1°). Em média, a cada dez adultos, mais de um é obeso: um número que dobrou em apenas 40 anos em todo o mundo e que não dá sinais de melhora.

Publicidade

Atualmente, 13% dos adultos do planeta são obesos: 641 milhões de pessoas, entre as quais 375 milhões são mulheres. A previsão é que até 2025 essa porcentagem chegue a 20%, alertam os pesquisadores do estudo publicado hoje na revista científica The Lancet.

Segundo o coordenador da pesquisa, Majid Ezzati, do Imperial College de Londres, se políticas contra a obesidade não forem colocadas rapidamente em prática, "as consequências sanitárias atingirão uma gravidade inédita".

Baseando-se em dados obtidos junto a 19 milhões de pessoas de 186 países, o estudo apontou um grave aumento do número de pessoas que sofrem com essa doença. Em 1975, cerca de 105 milhões de pessoas eram obesas.

Adultos engordaram 1,5 quilos a cada 10 anos

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera que a pessoa é obesa se seu Índice de Massa Corporal (IMC) ultrapassa os 30 kg/m2. O IMC é determinado pela divisão da massa do indivíduo pelo quadrado de sua altura.

Em 40 anos, o IMC médio passou de 21,7 a 24,2 entre os homens e de 22,1 a 24,4 entre as mulheres adultas. Um aumento de peso de 1,5 quilos a cada 10 anos.

Seis países ricos têm um quinto dos adultos obesos do mundo

Estados Unidos, Reino Unido, Austrália, Canadá, Irlanda e Nova Zelândia apresentaram os resultados mais preocupantes. Juntos, eles concentram hoje um quinto dos adultos obesos de todo o mundo: 118 milhões de pessoas. Entre eles, 27% apresentam obesidade severa, ou seja, 50 milhões de pessoas.

Entre os países que mais apresentam obesos no mundo está a Polinésia e a Micronésia, ilhas no Oceano Pacífico, onde 38% dos homens e a metade das mulheres têm o IMC acima dos 30 kg/m2.

A pesquisa não cita o Brasil, mas o país também vive uma situação alarmante. Segundo dados de 2014 do Ministério da Saúde, mais de 52% da população está acima do peso. Entre eles, quase 18% são obesos.

Já no Japão e na maioria dos países europeus, de acordo com o estudo publicado na Lancet, o IMC ficou estável entre 1975 e 2014 entre as mulheres.

Um grave problema de saúde pública

Para os pesquisadores, a doença é hoje "um problema importante de saúde pública". Segundo o presidente do Observatório Francês da Obesidade, Pierre Azam, os maus hábitos alimentares atingiram uma escala global, o que explicaria o aumento do IMC em todo o planeta.

Entre as doenças vinculadas à obesidade estão os problemas cardiovasculares, alguns tipos de câncer e outras patologias, como a artrose.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.