Acessar o conteúdo principal
Dubai/Acidente

Acidente com avião da Emirates fecha aeroporto de Dubai

Uma espessa camada de fumaça é vista saindo do Boeing 777 da Emirates, após pouso no aeroporto de Dubai.
Uma espessa camada de fumaça é vista saindo do Boeing 777 da Emirates, após pouso no aeroporto de Dubai. Reuters

O aeroporto de Dubai fechou nesta quarta-feira (3) depois que um avião da companhia Emirates com 275 pessoas a bordo sofreu um acidente durante o pouso sem deixar vítimas. O voo era procedente da Índia.

Publicidade

A companhia também confirmou o acidente, e disse que o avião é um Boeing 777. "Todas as operações foram suspensas em DXB até nova ordem após o incidente envolvendo o voo EK521", disse a Dubai Airports no Twitter. Os voos que deveriam chegar ao aeroporto foram redirecionados para outras localidades. Segundo autoridades locais, todos os passageiros foram evacuados, aparentemente sem ferimentos.

Imagens postadas nas redes sociais mostraram uma espessa fumaça negra saindo da aeronave, enquanto parte da fuselagem parecia tombada no chão com as portas de segurança abertas. Segundo o gabinete de imprensa do governo, o fogo foi controlado, e as equipes de socorro do aeroporto e da companhia "são bem treinadas para este tipo de incidentes".

Até o momento, as causas do acidente não são conhecidas. A aviação civil dos Emirados Árabes Unidos anunciou a abertura de uma investigação, em colaboração com a companhia e o aeroporto internacional de Dubai.

O acidente ocorre quase quatro meses depois que um avião da outra companhia aérea de Dubai, Flydubai, caiu e se incendiou ao aterrissar no aeroporto de Rostov do Don, no sul da Rússia, matando as 61 pessoas a bordo. No dia 27 de julho, um Boeing 777-300 da Emirates que se dirigia às Maldivas precisou realizar um pouso de emergência em Mumbai por um problema técnico.

O aeroporto de Dubai é o mais importante do mundo em número de passageiros internacionais e é a principal base da companhia Emirates, que oferece 153 destinos. A Emirates, assim como a Qatar Airways e a Etihad, uma companhia de Abu Dhabi, controlam grande parte do transporte transcontinental aproveitando suas instalações no Golfo Pérsico.

A Emirates é a companhia que possui mais Boeings 777, além do superjumbo Airbus A380. No ano passado, a empresa elevou sua frota a um total de 250 aeronaves.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.