Acessar o conteúdo principal
Síria/Turquia

Turcos e curdos prometem trégua em território sírio

REUTERS/Umit Bektas

As forças turcas que intervêm no norte da Síria e as milícias curdas que combatem na região aceitaram cessar hostilidades, segundo o CentCom, o comando militar norte-americano no Oriente Médio.

Publicidade

Desde o lançamento, na semana passada, de uma última operação militar turca no norte da Síria, os Estados Unidos tentam evitar um acirramento dos confrontos entre as forças turcas e as milícias curdas, ambas aliadas cruciais dos norte-americanos na luta contra o grupo terrorista Estado Islâmico.

“Os turcos e as Forças Democráticas Sírias (coalizão árabe-curda dominada pelas milícias curdas) abriram canais de discussão conosco e entre eles com o objetivo de limitar as hostilidades mútuas”, disse à agência AFP o coronel John Thomas, porta-voz do CentCom. “Trata-se de um acordo inicial, por pelo menos dois dias. Mas nós temos a esperança de que ele vai se consolidar de maneira duradoura”.

A Turquia, em conflito com os curdos no seu próprio território, quer evitar que os curdos da Síria dominem uma região contínua ao longo da fronteira entre os dois países.

Os curdos da Síria, entretanto, são os aliados mais eficazes dos Estados Unidos no combate ao grupo terrorista Estado Islâmico.

No próximo domingo, o presidente Barack Obama deve se encontrar com o seu homólogo turco, Recep Tayyp Erdogan, para discutir a situação na Síria antes da conferência do G20 na China.
 

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.