Acessar o conteúdo principal
Palestina/Natal

Em Belém, Basílica da Natividade passa por maior reforma em mil anos

A basílica da Natividade, em Belém
A basílica da Natividade, em Belém (Foto: Richard Furst/RFI Brasil)

Igreja de cidade palestina guarda local onde Jesus Cristo teria nascido. Segredos arquitetônicos e artísticos têm sido revelados com restauro milionário.

Publicidade

Richard Furst, correspondente da RFI em Belém

1600 Natais. Esta é a quantidade de festas natalinas feitas em toda a história dentro da Basílica da Natividade, na cidade palestina de Belém. A igreja não é só importante por ser um templo antigo e único no mundo que guarda a gruta onde a tradição e trabalhos arqueológicos apontam como o local do nascimento de Cristo.

A ajuda financeira para arcar com os € 6 milhões necessários para as obras veio da própria Autoridade Palestina e de outros países europeus. Trabalhos de restauração na igreja revelam cada vez mais novos segredos que faz com que a Basílica tenha outros elementos para valorizar o lugar.

Problemas técnicos

Pinturas antigas estavam cobertas nas colunas no meio da igreja e algo inédito veio à tona: santos da igreja ortodoxa e católica estão lado a lado, sem divisões. Mosaicos raros também foram resgatados recentemente. O palestino, Ziak Al-Bandak, presidente da comissão de restauro, explica que problemas técnicos surgiram inesperadamente."Temos que executar as obras com uma linha de trabalho internacional, isso leva ainda mais tempo para termos um resultado. Estamos fazendo mais do que esperávamos antes", conta o palestino.

Aproveitando a restauração, a igreja recebeu suportes anti-terremotos, porque a Palestina espera por tremores em breve já que a região registra abalos a cada 80 ou 90 anos. Outra novidade são filtros ultra violetas colocados nos vidros das janelas para proteçao ao templo.Os próximos natais em Belém, prometem ser de novidade porque os restauros vao ser concluídos só em 2019. Mesmo assim a basílica vai ficar aberta para peregrinos e turistas.

 

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.