Acessar o conteúdo principal

Premiê japonês Shinzo Abe oferece "sinceras condolências" em Pearl Harbor

Shinzo Abe e Barack Obama prestam homenagem aos mortos no ataque de Pearl Harbor
Shinzo Abe e Barack Obama prestam homenagem aos mortos no ataque de Pearl Harbor Reuters

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, ofereceu nesta terça-feira (27) em Pearl Harbor, no Havaí, suas "sinceras condolências" às vítimas do ataque do Japão contra essa base americana no Pacífico. A ação, que aconteceu há 75 anos, levou à entrada dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial.

Publicidade

Ele deu a declaração no Memorial USS Arizona, ao lado do presidente americano, Barack Obama. E acrescentou: "Nunca devemos repetir os horrores da guerra". Os dois depositaram flores em homenagem aos mais de 2 mil mortos no ataque e jogaram pétalas no mar.

Na segunda-feira (26), o chefe de governo do Japão já havia visitado o cemitério militar de Honolulu. Porém, em nenhum momento, ele pediu desculpas pelo ataque, por receio de irritar a base conservadora do Partido Liberal Democrata, no poder.

Da mesma forma, Obama também não pediu desculpas ao visitar Hiroshima, bombardeada há 71 anos pelos Estados Unidos. A bomb atômica matou 140 mil pessoas em 1945, último ano da Segunda Guerra Mundial. Obama foi o  primeiro presidente norte-americano em exercício a visitar a cidade japonesa.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.