Acessar o conteúdo principal
Linha Direta

Chegada do Ano do Galo na China exige trabalho e paciência

O feriado dedicado ao Ano Novo lunar, que em 2017 é consagrado ao Galo, também conhecido como a "Festa da Primavera", é o mais importante do calendário chinês.
O feriado dedicado ao Ano Novo lunar, que em 2017 é consagrado ao Galo, também conhecido como a "Festa da Primavera", é o mais importante do calendário chinês. REUTERS/Jason Lee

O Ano Novo chinês começa neste sábado (28). Todas as cidades do país se preparam para a data mais festejada na China, que é também o feriado mais longo do ano e dura uma semana. Fogos de artifício e feiras tradicionais, que já existem há milhares de anos, marcam as comemorações. Nesta época, as famílias se reúnem. Os chineses se despedem do Ano do Macaco e recebem o Ano do Galo de Fogo.

Publicidade

Vivian Oswald, correspondente em Pequim

Os chineses seguem o calendário lunar, que varia de acordo com os ciclos da lua, conforme o próprio nome diz. Em geral, cada ano dura 353 dias. Mas o Ano do Galo terá 384. Isso porque o ciclo de fases de lua de 19 anos usado pelos chineses acaba por acrescentar um mês ao calendário sete vezes ao longo de cada ciclo. Ou seja, o ano que começa neste sábado só termina no dia 15 de fevereiro de 2018.

O horóscopo chinês, um dos mais antigos do mundo, com quase cinco mil anos, tem doze animais para representar o ano do calendário lunar. Este é o ano do Galo, mais especificamente do Galo de Fogo, porque os signos também variam com os cinco elementos, que são madeira, fogo, terra, metal e água. Para quem acredita, será um período de desafios e muito trabalho, que vai exigir paciência.

O horóscopo faz parte da história e da cultura do país. Todos os chineses sabem as características de quem nasce em cada ano. É tema de conversa. Sabem quais os signos combinam. As pessoas fazem questão de pendurar os símbolos dos anos na porta de casa para dar sorte.

Para se ter uma ideia, no ano passado nasceram quase 18 milhões de bebês pela China, o recorde deste século no país. O fenômeno tem sido chamado de mini baby boom. Embora muitos atribuam o grande número de nascimentos ao fim da política do filho único em janeiro de 2015, especialistas não descartam o fato de o Ano do Macaco ter sido decisivo na escolha dos pais.

O Macaco é um dos signos que tem maior simpatia dos chineses, por ser considerado símbolo de força e inteligência. Não por acaso, o recorde anterior tinha sido 2000, que além de virada do milênio era o ano do Dragão, o preferido dos chineses.

Festa gera o maior deslocamento humano do planeta

A segunda maior economia do mundo praticamente para na virada do Ano Novo Chinês. Todos voltam para casa para estar com a família. Para muitos trabalhadores que deixaram o campo em busca de um emprego melhor na cidade, é a única oportunidade de rever os filhos, que em geral ficam para trás com parentes.

As autoridades esperam 2,8 bilhões de viagens durantes as festas. É a maior transumância do planeta. Também é a época do ano em que mais se compra nas lojas e pela internet, já que todos trocam presentes como manda a tradição. Produtos com motivos de galo já estão vendendo feito água.

Essa é uma boa época para visitar Pequim. A capital, de 22 milhões de habitantes, fica mais agradável sem grandes concentrações de turistas e locais. A cidade está toda enfeitada com lanternas vermelhas e galos. Há comemorações, festivais e feiras programados nos principais parques da capital, além de queima de fogos.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.