Acessar o conteúdo principal
Brasil-Mundo

Estilista Ronaldo Fraga vai buscar em Israel inspiração de futura coleção

Áudio 04:17
O estilista Ronaldo Fraga em Tel Aviv
O estilista Ronaldo Fraga em Tel Aviv Daniela Kresch

O estilista, cenógrafo e escritor mineiro Ronaldo Fraga está em Israel em busca de inspiração. Desde sua chegada, no dia 16 de março, ele já visitou cidades como Jerusalém e Tel Aviv, pontos turísticos, locais de peregrinação religiosa, mercados e museus.

Publicidade

Correspondente da RFI em Tel Aviv

Do passeio como “turista aprendiz” deve sair uma coleção de roupas para uma das próximas edições da São Paulo Fashion Week, além de cosméticos e acessórios influenciados pela cultura do país. “São tantas as cores, são tantas situações, é um país tão diverso, onde você vai faz uma viagem de séculos diferentes saindo de uma vila para outra. Você faz uma viagem no tempo a poucos quilômetros de um lugar para o outro”, disse Ronaldo Fraga à RFI.

Apesar de ser conhecido por enfatizar a identidade e personagens brasileiros de destaque, essa não é a primeira vez que Ronaldo Fraga se insere numa cultura diferente para buscar inspiração para seu trabalho. O estilista já passou temporadas em países como China, Japão e México, além de regiões como África e América Latina, sempre à procura de novas influências para suas coleções e desfiles de moda, além dos mais de mil produtos com seu nome, fabricados por diversas empresas brasileiras.

“A minha história, que é um grande prazer, é chegar nessa cultura a princípio totalmente díspare da sua, totalmente distante da sua, e procurar ali aquele ponto que reafirma aquela outra história de que o fundão da Humanidade é sempre o mesmo”, conta o estilista.

Para buscar inspiração na cultura estrangeira, o estilista mineiro experimenta sabores e cheiros locais, além de registrar imagens, ouvir sons e músicas, tocar em objetos cotidianos e, claro, conversar com pessoas nas ruas.

Ao final do processo, ele volta ao Brasil marcado por novas experiências, que, segundo ele, ficam para sempre: “Uma China não entra na sua vida e sai impunemente. Uma África não entra na sua vida e sai impunemente. Uma América Latina não entra na sua vida e sai impunemente. E óbvio que Israel, como uma cultura e um epicentro de tanta coisa, também não vai passar na sua vida e sair impunimente”.

"Brasil é uma sociedade desmemoriada"

Para Ronaldo Fraga, as grandes culturas têm muito a ensinar ao Brasil, principalmente quando o assunto é memória e a relação entre passado e presente. No caso de Israel, parte da Terra Santa que recebeu tantas culturas por milênios, a mistura entre tradição e alta tecnologia ajuda, de acordo com o artista, no desenvolvimento do país.

Essa é, segundo ele, uma lição fundamental justamente num momento de crise política e econômica no Brasil. “Todas as chagas da Humanidade se repetem justamente pela perda de memória. E o Brasil é hoje uma sociedade totalmente desmemoriada. Então aquilo que você julgava resolvido 30 anos atrás volta à tona o tempo inteiro. O Brasil parece um disco arranhado de questões da política, da cultura e tudo que fica indo e voltando daquele mesmo lugar”, conclui o artista mineiro. 

 

{{ scope.counterText }}
{{ scope.legend }}© {{ scope.credits }}
{{ scope.counterText }}

{{ scope.legend }}

© {{ scope.credits }}

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.