Acessar o conteúdo principal

Coreia do Norte ameaça afundar porta-aviões americano no Pacífico

O porta-aviões a propulsão nuclear americano, Carl Vinson, ao largo da Indonésia em 15 de abril de 2017.
O porta-aviões a propulsão nuclear americano, Carl Vinson, ao largo da Indonésia em 15 de abril de 2017. Navy/Handout via REUTERS

Os Estados Unidos e o Japão iniciaram neste domingo (23) manobras militares conjuntas no oeste do Pacífico. A operação acontece em um momento de forte tensão entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte. Pyongyang ameaça afundar o porta-aviões que lidera a frota americana.

Publicidade

Dois contratorpedeiros japoneses participam das manobras militares ao lado da frota americana, comandada pelo porta-aviões a propulsão nuclear Carl Vinson. Tóquio manifesta assim sua solidariedade com Washington diante da escalada de tensão entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte devido aos programas nuclear e balístico norte-coreanos

Há duas semanas, o presidente Donald Trump ordenou o envio da frota à região, após novas provocações do regime de Kim Jong-un. As manobras vão durar vários dias. Washington não dá precisões sobre o local exato onde a frota está no Pacífico, mas ela estaria se dirigindo para a península coreana.

Sexto teste nuclear norte-coreano

O regime de Pyongyang estaria prestes a realizar um sexto teste nuclear. A chegada dos navios americanos à península poderia coincidir com o 85° aniversário da criação do Exercito Popular da Coreia, na terça-feira (25). Kim Jong-un poderia aproveitar a celebração para fazer mais uma demostração de força.

Neste domingo, o país ameaçou afundar o porta-aviões americano. "Nossas forças revolucionárias estão preparadas para afundar o Carl Vison com um único tiro", garantiu o jornal do partido único no poder, Rodong Sinmun.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.