Acessar o conteúdo principal
Israel/Palestina

Israel vai manter controle na Esplanada das Mesquitas

Conflitos em Jerusalém já deixaram sete mortos
Conflitos em Jerusalém já deixaram sete mortos Ahmad GHARABLI / AFP

As autoridades israelenses não pretendem tirar os detectores de metais da entrada da Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém. A declaração foi dada pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Tzachi Haneghi, em entrevista à rádio Israel. A medida provocou violentas manifestações, que já deixaram sete mortos nos territórios ocupados.

Publicidade

O controle foi instaurado em 14 de julho, depois da morte de dois policiais, e desencadeou uma série de tumultos, que se intensificaram neste final de semana.

O Conselho de Segurança da ONU deve se reunir nesta segunda-feira para discutir o assunto. “Não cabe aos assassinos de nos ensinarem como devemos revistar assassinos”, alfinetou o ministro israelense.

Apesar do tom provocativo, o governo israelense não descarta a possibilidade de limitar o controle na entrada da Esplanada das Mesquitas.O ministro da Segurança Pública Interna, Gilad Erdan , declarou que diante da “situação volátil”, a instalação de câmeras aparelhadas com sistemas de reconhecimento facial não estava descartada.

Segundo ele, a medida possibilitaria à polícia reconhecer pessoas conhecidas, “que rezam regularmente”, ou mais idosas. Desde sexta-feira, sete pessoas já morreram em Jerusalém e territórios ocupados por conta da crise. Um palestino também invadiu uma casa em uma colônia na Cisjordânia, matando três pessoas, reavivando ainda mais a tensão na região.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.