Acessar o conteúdo principal

Peregrinação a Meca acontece sob forte esquema de segurança

Muçulmanos rezam na Grande Mesquita em Meca, em 29 de agosto de 2017.
Muçulmanos rezam na Grande Mesquita em Meca, em 29 de agosto de 2017. REUTERS/Suhaib Salem

Mais de dois milhões de muçulmanos já estão em Meca, na Arábia Saudita, para a célebre peregrinação à cidade santa do Islã nesta quarta-feira (30).

Publicidade

As autoridades sauditas mobilizaram um importante efetivo para a segurança dos fiéis em Meca, na Arábia Saudita, entre eles, mais de 100 mil membros das forças de ordem. O objetivo é evitar fatalidades como a registrada há dois anos, quando um gigantesco tumulto terminou com cerca de 2,3 mil mortos.

Este ano retornam à Meca os peregrinos iranianos, que não viajaram em 2016 após a ruptura de relações entre a República Islâmica e o reino saudita. Depois da tragédia de 2015, o Irã criticou duramente a Arábia Saudita pela organização da peregrinação.

A grande peregrinação a Meca, conhecida como hajj, é um dos cinco pilares do Islã que todo fiel deve cumprir ao menos uma vez na vida, caso possua os recursos necessários.

Tensão no Golfo Pérsico

A celebração acontece em meio a um cenário de tensão no Oriente Médio. Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Egito, romperam relações diplomáticas com o Catar em junho. Os países do Golfo acusam Doha de manter vínculos com grupos extremistas e de aproximação com o Irã, o grande rival de Riad na região.

Entre as sanções impostas ao Catar, está o fechamento por parte da Arábia Saudita de todas as fronteiras, que foram reabertas excepcionalmente para que fiéis do país realizem a peregrinação.

Ritual islâmico

Para os fiéis, o hajj começa com a proclamação da intenção de realizar o rito espiritual. Quando chegam ao perímetro estabelecido ao redor de Meca, devem se purificar e usar apenas pedaços de roupa sem costura. Depois, os peregrinos dão sete voltas na Kaaba, uma construção cúbica ao redor da qual foi construída a Grande Mesquita. A cada volta devem beijar uma pedra incrustada em uma das pontas da Kaaba.

A etapa seguinte é o deslocamento entre Safa e Marwa - dois lugares próximos à Grande Mesquita - seguindo os passos de Hajar, esposa do profeta Abraão, que, segundo a tradição muçulmana, fez o trajeto em busca de água para seu filho, o profeta Ismail, até que a fonte de Zamzam surgiu a seus pés.

Os fiéis realizam em seguida o apedrejamento das três colunas que representam Satã em Mina, a 8 km de Muzdalifa. No primeiro dia devem jogar sete pedras contra a maior das colunas, e durante os dois dias seguintes 21 contra os três pilares, grande, médio e pequeno. A peregrinação termina com novas voltas em torno da Kaaba.

Este ano, as autoridades colocaram ventiladores na esplanada da Grande Mesquita para ajudar os fiéis a suportar o calor, que deve ficar entre 30 e 39 graus.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.