Acessar o conteúdo principal
Curdistão

Independentistas vencem referendo no Curdistão Iraquiano com 92% dos votos

Comissão eleitoral anuncia em Erbil os resultados do referendo de independência do Curdistão Iraquiano.
Comissão eleitoral anuncia em Erbil os resultados do referendo de independência do Curdistão Iraquiano. REUTERS/Alaa Al-Marjani

Segundo a comissão eleitoral curda, 92,73% dos participantes do referendo votaram a favor da independência do Curdistão Iraquiano. A consulta, realizada na segunda-feira (25), havia sido lançada por Massoud Barzani, presidente da região autônoma.

Publicidade

Oriane Verdier, correspondente da RFI em Erbil

Antes mesmo da divulgação dos resultados oficiais, Barzani já festejava a vitória. Porém, a veracidade dos números ainda pode ser contestada, já que o referendo não contou com o apoio da comunidade internacional, o que fez com que o voto fosse realizado sem a presença de nenhum observador externo.

Mesmo assim, Barzani conta usar esse resultado para reforçar sua imagem de “pai do povo curdo”. Além disso, esse pleito visa legitimar a posição de Erbil, capital do Curdistão, em suas negociações com Bagdá.

As autoridades iraquianas são contrárias ao debate sobre a independência. Prova disso, o primeiro-ministro iraquiano Haider al-Abadi exigiu nesta quarta-feira a anulação do resultado do voto. "O referendo deve ser anulado e deve começar um diálogo no âmbito da Constituição. Não falaremos jamais do resultado do referendo", declarou aos deputados do Parlamento iraquiano.

Bagdá também havia ameaçado, durante o dia, fechar os aeroportos do Curdistão. Já o Parlamento iraquiano cogitou a tomada, à força, da cidade petrolífera de Kirkuk.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.