Acessar o conteúdo principal
Homofobia

Governo turco proíbe atividades culturais da comunidade LGBTI

Desde que Recep Tayyip Erdogan assumiu o poder a comunidade LGBTI assiste a uma degradação de seus direitos na Turquia.
Desde que Recep Tayyip Erdogan assumiu o poder a comunidade LGBTI assiste a uma degradação de seus direitos na Turquia. Murat Cetinmuhurdar/Presidential Palace/Handout via REUTERS

As autoridades turcas anunciaram neste domingo (19) a proibição "até nova ordem" das iniciativas culturais da comunidade LGBTI (lésbicas, gays, transexuais, bissexuais e intersexuais) em cinemas e espaços de exposição da província de Ancara, onde fica a capital. O governo considera que esse tipo de atividade representa um risco para a ordem pública.

Publicidade

"Desde de 18 de novembro e até nova ordem, todos os eventos cinematográficos, teatrais, projeções, pesquisas, colóquios, entre outros, organizados pelas comunidades LGBTI (...) estão proibidos", indicou o governo de Ancara em sua página na internet. A proibição busca "manter a ordem pública", argumenta o governo em comunicado, considerando que essas manifestações podem "provocar reações em certos setores" da sociedade.

As autoridades da capital turca já tinham proibido esta semana a realização de um festival de cinema LGBTI por considerar que o evento podia "incitar ao ódio". Os organizadores denunciaram a medida como uma violação de seus "direitos constitucionais".

Os membros da comunidade LGBTI da Turquia se preocupam com o aumento da repressão sob o regime do governo conservador do presidente turco Recep Tayyip Erdogan. Na semana passada, o chefe de Estado questionou, indignado, a existência de uma “quota gay” para eleições de comissões de bairro em uma cidade do oeste do país.

Ainda que a homossexualidade não seja considerada um crime na Turquia, a homofobia é muito presente e se manifesta por meio de agressões e assassinatos, segundo as organizações não-governamentais.

(Com informações da AFP)

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.