Acessar o conteúdo principal
Egito/tumba/sacerdotisa

Tumba de sacerdotisa do tempo dos faraós é descoberta no Egito

A tumba de Hetpet está na mesma área da pirâmide de Queóps.
A tumba de Hetpet está na mesma área da pirâmide de Queóps. REUTERS/Amr Abdallah Dalsh

Arqueólogos egípcios descobriram o túmulo de uma sacerdotisa do Antigo Império, decorado com murais e pintura bem conservados, no sul do Cairo. O anúncio foi feito no Cairo, em uma coletiva de imprensa, neste sábado (3).

Publicidade

O túmulo foi construído para Hetpet, sacerdotisa da deusa da fertilidade Hathor, divulgou o ministro de Antiguidades, Khaled al Anani.

A descoberta foi realizada em um cemitério próximo às pirâmides de Gizé por uma equipe de arqueólogos egípcios dirigida por Mostafa Waziri, secretário-geral do conselho supremo de Antiguidades.

O cemitério abriga os túmulos de altos oficiais da V dinastia dos faraós (2494-2345 a.C.), alguns dos quais já foram escavados em missões arqueológicas anteriores, disse o ministro.

O estilo arquitetônico das tumbas, as decorações, os murais coloridos e a entrada, que conduz a uma peça em forma de L, são todos próprios dessa época.

"Hetpet está representada em murais de pintura muito bem conservados, como nos de pesca e caça", segundo o ministro.

Durante a coletiva, ele afirmou que as escavações iriam prosseguir na área, com a esperança de que novas descobertas sejam feitas.

Nos últimos anos, o Egito autorizou a realização de vários projetos arqueológicos com a esperança de encontrar novos tesouros em um momento em que o setor turístico - um dos pilares da economia - não consegue decolar devido à instabilidade política e à falta de segurança no país.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.