Acessar o conteúdo principal

Estado Islâmico reivindica atentado que matou seis pessoas no Afeganistão

Atentado suicida em Cabul deixa ao menos seis mortos
Atentado suicida em Cabul deixa ao menos seis mortos REUTERS/Omar Sobhani

Pelo menos seis pessoas morreram em um atentado suicida nesta segunda-feira (12) no centro de Cabul, no Afeganistão, a alguns metros de prédios ministeriais, num cruzamento movimentado da capital. O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) reivindicou o ataque através de seu órgão de propaganda.

Publicidade

Da correspondente da RFI em Cabul, Sonia Ghezali

Quando o kamikaze ativou a bomba que carregava, a explosão ecoou por toda a capital. Os membros dos serviços de segurança que estavam presentes avistaram o suspeito, mas não agiram a tempo para impedir a ação. Perto do local do atentado se encontram vários ministérios, incluindo o das Relações Exteriores do Afeganistão.

Segundo as autoridades, é difícil afirmar qual era o alvo principal da ação terrorista. O movimentado bairro também abriga a escola Istiqlal, onde se ensina o francês, e o Instituto Francês do Afeganistão. Entre as vítimas estão policiais e civis.

Desde a noite de ontem, o centro de Cabul é palco de várias manifestações. Centenas de afegãos da comunidade hazara, minoria xiita do país, marcharam até o palácio presidencial para denunciar a incapacidade do governo de garantir sua segurança. Diversas violências comunitárias ocorrem desde a semana passada, assim como combates entre os talibãs e as forças governamentais.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.