Acessar o conteúdo principal
Ucrânia/ Rússia/ Conflito

Presidente ucraniano anuncia fim da lei marcial contra a Rússia

O presidente ucraniano, Petro Proshenko, na TV.
O presidente ucraniano, Petro Proshenko, na TV. France 24

O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, anunciou nesta quarta-feira (26) o fim da lei marcial adotada no final de novembro em várias regiões fronteiriças ucranianas após o confronto marítimo com a Rússia em frente à costa da península anexada da Crimeia.

Publicidade

"Hoje às 14h (10h no horário de Brasília), a lei marcial chega ao seu fim", informou Poroshenko em uma reunião com autoridades militares transmitida pela televisão.

Em 25 de novembro, a Marinha russa abordou três navios ucranianos na costa da Crimeia e fez seus 24 marinheiros prisioneiros, acusando-os de entrar ilegalmente em suas águas territoriais.

Este foi o primeiro confronto militar aberto entre os dois países desde a anexação pela Rússia da península ucraniana da Crimeia, em 2014, e do início, no mesmo ano, do conflito no leste da Ucrânia entre as forças do governo e separatistas pró-russos.

Após o incidente marítimo, Poroshenko acusou a Rússia de reforçar drasticamente suas forças militares na fronteira e evocou a ameaça de uma "guerra total".

Além disso, Kiev e os países ocidentais acusam a Rússia de apoiar militarmente os separatistas do leste ucraniano, o que Moscou nega.

(Com informações da AFP)

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.