Acessar o conteúdo principal

Manifestações continuam pela décima sexta-feira seguida na Argélia

Manifestantes vão às ruas na Argélia pela décima semana consecutiva.
Manifestantes vão às ruas na Argélia pela décima semana consecutiva. AFP

Mais uma vez as ruas de Alger foram tomadas pela multidão nesta sexta-feira (26). É o décima semana consecutiva de protestos na Argélia contra as pessoas "do sistema" que continuaram no poder depois da renúncia do presidente Abdelaziz Bouteflika, no último dia 2 de abril

Publicidade

Não há números oficiais sobre as manifestações, mas elas têm mostrado que os ativistas continuam determinados, em várias cidades do país, a conseguir seu objetivo: a saída de integrantes do regime Bouteflika e a instalação de instituições de transição. Há também críticas a processos de investigação de corrupção.

Essa semana, empresários foram presos em um processo que investiga corrupção, mas o povo que está nas ruas não parece convencido da idoneidade do processo. Nesta sexta-feira era possível ver cartazes que diziam: "Queremos uma justiça independente".

Também havia reivindicações ligadas ao direito de manifestar. Desde ontem, a polícia construiu barreiras para controlar o acesso à capital. A imprensa oficial registrou manifestações em 36 das 48 regiões do país e não noticiou nenhum incidente.

No começo da noite, as ruas da cidade já estavam vazias. Neste momento, o ramadã se aproxima, mas muitas pessoas dizem que continuarão a mobilização mesmo com o jejum.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.