Acessar o conteúdo principal

Gigante chinesa do comércio eletrônico vende U$ 1 bilhão em 1 minuto

O grupo Alibaba é responsável pela metade do comércio eletrônico da China.
O grupo Alibaba é responsável pela metade do comércio eletrônico da China. REUTERS/Aly Song

Sessenta e oito segundos. Esse foi o tempo que consumidores chineses levaram para gastar seu primeiro bilhão de dólares em vendas pela internet numa tradicional liquidação do país. O resultado surpreendente de vendas foi alcançado na noite de domingo (10) para segunda-feira (11).

Publicidade

A “Festa dos Solteiros”, como é conhecida a data das promoções é considerada a maior operação vendas no mundo, anunciou o gigante do setor Alibaba. Às 00:00 em ponto, milhões de consumidores correram para seus computadores ou telefones celulares na esperança de se beneficiar de descontos atraentes em uma variedade de produtos, de eletrônicos a vestuário, incluindo sapatos, mobiliário e peças de decoração.

Desde 2009, Alibaba e outros grupos chineses de comércio eletrônico têm o hábito de anunciar descontos no dia 11 de novembro, apelidado de "Dia dos Solteiros" por causa da repetição do número “um” (11/11).

Mais vendas que a Black Friday

Esse volume de compras excede os valores alcançados na famosa "Black Friday", a sexta-feira seguinte ao Dia de Ação de Graças, no fim de novembro, nos Estados Unidos. Apenas na plataforma Alibaba, foram gastos em pouco mais de um minuto 7 bilhões de yuans (US$ 1 bilhão, ou mais de R$ 4 bilhões). Esse ano, a quantia foi alcançada mais rapidamente que em 2018, quando o marco foi atingido em 85 segundos. Este valor corresponde ao total dos produtos adquiridos, incluindo os custos de entrega.

Bom sinal para a economia

O resultado da liquidação desse 11 de novembro é analisada por economistas que procuram pistas sobre a robustez da economia chinesa, atormentada pela guerra comercial lançada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Nesse caso, as boas vendas confirmam a força do varejo na China nos últimos meses, uma vez que o país está reorientando seu modelo econômico para o consumo doméstico, em detrimento das exportações.

O volume total de negócios alcançado pelo Alibaba no ano passado, no período de 24 horas, foi atingido este ano em 16 horas e 31 minutos, ou seja 213,5 bilhões de yuans (€ 27,6 bilhões) .

O grupo do excêntrico bilionário Jack Ma, que acaba de se aposentar, espera arrecadar US$ 15 bilhões em Hong Kong, durante uma abertura de capital que poderá ocorrer em breve, segundo informou na sexta-feira (8) a Bloomberg.  libaba é responsável pela metade do comércio eletrônico da China.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.