Acessar o conteúdo principal
Ativista climática

Greta Thunberg é escolhida a personalidade do ano pela revista Time

Greta Thunberg está na capa da revista Time como personalidade do ano em 2019
Greta Thunberg está na capa da revista Time como personalidade do ano em 2019 Revista Time

A revista norte-americana Time escolheu a jovem ativista Greta Thunberg como personalidade do ano de 2019. A publicação anunciou o nome da premiada nesta quarta-feira (11).

Publicidade

A sueca de 16 anos tornou-se o rosto dos movimentos climáticos ao dar início em 2018 a manifestações todas as sextas-feiras em frente ao Parlamento sueco exigindo atitudes diante da emergência climática e estimular milhões de pessoas por todo o mundo a fazerem o mesmo.

A revista traz na capa a manchete "O poder da juventude", sobre uma foto de Greta a bordo do veleiro que a levou dos Estados Unidos para a Europa. A adolescente é a pessoa mais jovem da história a receber esse título, concedido pela revista norte-americana desde 1927.

"Não podemos continuar vivendo como se não houvesse amanhã, porque há um amanhã. É tudo o que estamos dizendo", disse Thunberg à Time durante a viagem.

Através dos mares

Greta atravessou o Atlântico para falar na ONU (Organização das Nações Unidas) como porta-voz de uma geração que teme pelo seu futuro com o aquecimento global.

Na entrevista para a revista norte-americana, Thunberg pede que os governantes "ouçam os cientistas" e os acusa de inação diante da crise climática.

Há esperança nas pessoas

O prêmio foi anunciado horas após o discurso de Greta Thunberg na COP-25 (Conferência do Clima da ONU), em Madri. Na sua fala, a jovem voltou a denunciar a falta de ação dos governos ricos e de enganar a população com anúncios de metas ambiciosas de redução da emissão de carbono.

A adolescente, contudo, disse que a esperança está nas ações populares.

"Digo que há esperança. Eu a vi. Mas ela não vem de governos ou de empresas. Ela vem do povo", disse na COP-25.

Pirralha ativista

O anúncio do prêmio acontece no dia seguinte à critica do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, à jovem ativista.

Falando a jornalistas, Bolsonaro chamou a adolescente de "pirralha" e criticou o espaço dado pela imprensa à ativista. Na sequência, Greta mudou de maneira irônica seu perfil nas redes sociais e assumiu a alcunha. 

(Com informações da AFP)

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.