Acessar o conteúdo principal

Pandas voltam a copular em zoológico de Hong Kong após proibição de visitas devido ao coronavírus

Desde o fechamento para o público do Ocean Park de Hong Kong, os pandas Ying Ying e Le Le se reaproximaram e voltaram a procriar.
Desde o fechamento para o público do Ocean Park de Hong Kong, os pandas Ying Ying e Le Le se reaproximaram e voltaram a procriar. Ocean Park Hong Kong/AFP

Um milagre do amor foi registrado em um parque de animais em Hong Kong, fechado para o público há dois meses, devido à epidemia do coronavírus. Dois pandas gigantes, que não copulavam há nove anos, se reencontraram, motivados pela tranquilidade do local.

Publicidade

Eles se chamam Ying Ying e Le Le e moram no Ocean Park de Hong Kong. Há nove anos, o casal não demonstrava mais afinidade, sem que ninguém pudesse explicar o porquê: o cansaço de uma relação antiga? O fim do desejo de reprodução?

Os veterinários do local tentaram de tudo para reaproximar o macho e a fêmea. Até mesmo uma inseminação artificial com o esperma de Le Le. Mas Ying Ying teve vários abortos espontâneos.

Muito estresse, muita pressão e, sem dúvida, muitos visitantes. Antes da epidemia do coronavírus, multidões se aglomeravam durante horas diante do habitat do casal, atrapalhando a tranquilidade e, provavelmente, a procriação.

Não por acaso, com o fechamento do Ocean Park, Ying Ying e Le Le se reencontraram e parecem ter retomado a relação. Voltaram a brincar, a trocar carícias e a copular. O parque anunciou a boa notícia no dia 6 de abril, compartilhando uma foto dos namorados que comoveu as redes sociais.

"Esse é o primeiro sucesso desde que esse casal fofo se encontrou há nove anos. Os veterinários e o time de cuidadores de animais do parque vêm monitorando as condições biológicas desses pandas gigantes e as mudanças em seus comportamentos, esperando trazer uma maravilhosa notícia de gravidez para todos vocês", afirma a mensagem publicada no Facebook do Ocean Park.

Reprodução delicada

O processo de reprodução dos pandas gigantes é extremamente delicado. O zoológico de Beauval, no centro da França, onde o casal de pandas Yuan Zi e Huan Huan tiveram um filhote no verão de 2017, lembra que a cópula acontece uma vez por ano. Segundo especialistas, a fêmea é fértil durante um período de apenas 48 horas. Além disso, os pandas machos têm uma libido pouco desenvolvida.

Ainda não se sabe se a reaproximação do casal de Hong Kong trará novos filhotes. Mas os responsáveis por zoológicos em todo o mundo poderiam se inspirar na história de Ying Ying e Le Le, que comprovaram que o amor entre pandas é melhor na intimidade.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.