Acesso ao principal conteúdo
Mauritânia

58 migrantes perdem a vida em naufrágio

Cinquenta e oito migrantes perderam a vida após a embarcação onde viajavam ter naufragado ao largo da Mauritânia.
Cinquenta e oito migrantes perderam a vida após a embarcação onde viajavam ter naufragado ao largo da Mauritânia. REUTERS/Mauro Buccarello

Cinquenta e oito migrantes perderam a vida após a embarcação onde viajavam ter naufragado ao largo da Mauritânia. A bordo do navio seguiam 150 pessoas que tinham com destino final a Espanha. 

Publicidade

A embarcação não estava longe de terra quando começou a meter água e quando o motor parou, mas a forte corrente impediu os migrantes de chegarem à costa, disse  à agência France Press fonte da segurança da Mauritânia.

O navio tinha saído da Gâmbia, com cerca de 150 migrantes a bordo, a 27 de Novembro, tinha como destino final as ilhas Canárias, em Espanha.

As autoridades da Mauritânia estão em coordenação com os serviços consulares da Gâmbia e o embaixador do país vai viajar até Nouadhibou para prestar apoio às vítimas.

Segundo um comunicado do ministério do Interior, e de acordo com informação das vítimas resgatadas, a maioria dos passageiros era oriunda da região de Banjul, na Gâmbia.

A perigosa rota por mar da África Ocidental até à Europa já foi muito procurada por migrantes à procura de uma vida melhor, mas o patrulhamento por parte de Espanha tornou as viagens mais raras.

Este é um dos piores acidentes dos últimos anos, 58 pessoas perderam a vida, a maior parte das vítimas são mulheres e crianças.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.