Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Al-Bashir deverá ser julgado em Cartum

Áudio 09:05
O antigo Presidente sudanês, Omar el-Béchir, no tribunal de Cartun.
O antigo Presidente sudanês, Omar el-Béchir, no tribunal de Cartun. REUTERS/Mohamed Nureldin Abdallah

As autoridades sudanesas anunciaram esta terça-feira, 11 de Fevereiro, entregar o antigo Presidente sudanês, Omar al-Bashir, ao Tribunal Penal Internacional (TPI). Um anúncio que não significa, no entanto, que al-Bashir seja transferido para Haia.

Publicidade

Em 2013, o TPI indiciou o antigo presidente, bem como outros cinco membros do regime por crimes cometidos no oeste do Sudão, no Darfur. Até hoje nenhuma das pessoas perseguidas por genocídio pelo TPI foi julgada.

O governo de Cartun anunciou em comunicado "estar pronto a transferir os condenados pelo TPI para serem julgados".

O padre comboniano José Vieira, que viveu no Sudão, aponta um erro de tradução no comunicado emitido ontem pelas autoridades sudanesas.

"A novidade é sim a abertura por parte do Sudão em permitir que juízes do TPI se desloquem a Cartum para julgar o presidente ou a criação de um tribunal híbrido com juízes tanto do TPI como sudaneses", esclarece o padre comboniano José Vieira.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.