Acesso ao principal conteúdo

Coronavírus: África continua a fechar portas à Europa

Una marfileña con una mascarilla y guantes en Abiyán, el 16 de marzo de 2020
Una marfileña con una mascarilla y guantes en Abiyán, el 16 de marzo de 2020 AFP

No continente africano são já 25 os países onde esta pandemia de coronavírus chegou. Ainda não há nenhum caso nos países lusófonos, que ainda assim tomam medidas para tentar evitar o pior.

Publicidade

Cabo verde declarou esta terça feira o estado de emergência, apesar de não ter registado ainda nenhum caso, e interditou as viagens com os países europeus, de onde têm chegado passageiros infetados ao continente africano.

Moçambique já obriga a quarenta obrigatória a todos aqueles que venham de regiões afectadas. E São Tomé e Príncipe, apesar de não registar casos, pede à população para estar preparada para o pior.

As medidas são por isso cada vez mais duras em África. Apesar de ser o continente menos afectado, o medo é maior dadas as sensibilidades dos sistemas de saúde.

Na Argélia, onde pelo menos 54 pessoas foram infectadas, o país já suspendeu todas as ligações com França. E a Tunísia, com 20 casos, para além de cerrar fronteiras, já fecha cafés e restaurantes a meio da tarde.

 Os marroquinos seguem o exemplo e suspendeu as ligações aéreas com vários países. Já a África do Sul decretou emergência, depois de detectados casos de transmissão local do vírus.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.