Acesso ao principal conteúdo
Senegal

Senegal toma medidas de prevenção contra coronavírus

Aeroporto de Dacar  fecha as suas porta a voos provenientes de certos países europeus e magrebinos.
Aeroporto de Dacar fecha as suas porta a voos provenientes de certos países europeus e magrebinos. AFP

O Senegal, país de África do Oeste onde se regista maior prevalência de casos confirmados de coronavírus, com 27 pessoas infectadas até ao dia de ontem, anunciou nesta Segunda-feira a suspensão das suas ligações aéreas com a França, Itália e cinco outros países da Europa e norte da África para estancar o alastramento da pandemia no seu território.

Publicidade

A medida a ser aplicada a partir desta quarta-feira à meia-noite por um período de 30 dias, abrange além da França e da Itália, outros países da Europa, designadamente a Espanha e Portugal, bem como 2 países do Magrebe, a Argélia e a Tunísia, depois de já se ter suspenso a ligação aérea com Marrocos no passado Domingo. Só continuam autorizados os transportes aéreos de mercadorias e as evacuações sanitárias.

No rol de outras medidas restritivas, o executivo senegalês decidiu igualmente encerrar as fronteiras marítimas, as escolas e universidades assim como estabelecimentos comerciais como restaurantes.

O sector empresarial não esconde alguns receios quanto ao impacto económico destas decisões que se estima virem a custar várias centenas de milhares de Francos CFA.

De referir que o Senegal, onde até ao momento não houve nenhum registo de morte devido à pandemia, deu conta ontem de um 27º caso confirmado de coronavírus. Trata-se de um cidadão francês de 67 anos chegado ao país por avião no passado 7 de Março que se encontra actualmente confinado.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.