Acesso ao principal conteúdo
Lesoto/Política

Primeiro-Ministro do Lesoto demite-se por suspeitas de homicídio

O primeiro-ministro do Lesoto, Thomas Thabane, por suspeitas de homicídio.
O primeiro-ministro do Lesoto, Thomas Thabane, por suspeitas de homicídio. AFP/File

O primeiro-ministro do Lesoto, Thomas Thabane, confirmou hoje a sua demissão, durante um discurso na televisão. O dirigente é suspeito de estar envolvido no assassínio da ex-mulher em 2017.

Publicidade

Após meses de incerteza política, o primeiro-ministro do Lesoto colocou hoje um ponto final ao apresentar a demissão, durante um discurso televisivo. Thomas Thabane é suspeito de estar envolvido no assassínio da ex-mulher em 2017.

«Hoje, apresento-me, diante de vós, para anunciar que a missão que me confiastes não poderá ser terminada. Chegou o tempo de eu me retirar do teatro de operações, de abandonar a vida pública e as minhas funções», declarou Thomas Thabane.

A actual mulher de Thomas Thabane entregou-se, no início do mês de Fevereiro, às autoridades do país para ser acusada da morte da ex-mulher do chefe do governo demissionário.

Maesaiah Thabane, de 42 anos, estava desaparecida desde 14 de Janeiro e era a principal suspeita do homicídio de Lipolelo Thabane, em 2017, na altura ainda mulher de Thomas Thabane, uma vez que o casal estava em processo de divórcio.

No poder desde 2017, Thomas Thabane, 80 anos, deve ser substituído pelo actual ministro das Finanças Moeketsi Majoro.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.