Acesso ao principal conteúdo
Política /Reino Unido

Trump critica Theresa May mas deseja acordo comercial

Theresa May  e o Presidente Donald Trump em Chequers próximo de Aylesbury. 13 de Julho  de 2018  REUTERS/Hannah McKay
Theresa May e o Presidente Donald Trump em Chequers próximo de Aylesbury. 13 de Julho de 2018 REUTERS/Hannah McKay REUTERS/Hannah McKay

Em declarações ao diário inglês The Sun, o Presidente Donald Trump considerou que a modalidade proposta pela Primeira-ministra britânicaTheresa May, para a saída do Reino Unido da União Europeia, representa um erro, que terá consequências nas relações comerciais, entre os Estados Unidos e a Grã-Bretanha.

Publicidade

A entrevista concedida por Donald Trump ao tabloide inglês The Sun ,na qual o Presidente americano critica a modalidade escolhido pela Primeira- ministra britânica Theresa May, para concluir um acordo sobre a saída do Reino Unido da União Europeia, dominou a actualidade a internacional na Europa.

E isto onde a impressão é que os Estados Unidos decidiram abandonar os seus velhos aliados, ignorando os princípios, os valores, bem como a história que liga norte-americanos e europeus.

Nas declarações efectuadas ao The Sun, Donald Trump não só criticou a escolha da senhora May no que toca ao Brexit, mas também o facto de que a Europa continua a aceitar imigrantes extra-europeus,que segundo ele poderão pôr em causa a estrutura do continente, tal qual ele era no passado.

Se eles concluirem um acordo como esse, é muito mais provável que nós teremos que nos relacionar com a União Europeia, em vez de fazê-lo com o Reino Unido.

Se eles fizerem isso,o provável é que os Estados Unidos não assinem nenhum acordo comercial com o Reino Unido. Porque nós temos relações difíceis com a União Europeia. Esta última, não tem tido relações comerciais justas com os Estados Unidos.

Eu disse a Theresa May, com quem me dou bem, dei-lhe o meu ponto de vista sobre o que ela devia fazer e como negociar. Mas ela não acatou os meus conselhos. Ela fez precisamente o contrário.

Eu penso que o acordo que ela concluiu, não corresponde ao desejo dos britânicos. É um acordo muito diferente daquilo, pelo qual os britânicos votaram. O acordo não corresponde ao resultado do referendo. A prova é que há várias demissões, por isso muitos britânicos não estão de acordo.

Eu penso que,o que se passa com a Europa é uma vergonha. Permitir a chegada de migrantes a Europa é uma vergonha. Eu penso que mudará a estrutura da Europa. A menos de reagir muito rápidamente, a Europa deixará de ser o que era. E eu não vejo isso positivamente.

                                                                                       ( Donald Trump )

No âmbito da sua visita ao Reino Unido onde foi acolhido pela rainha Elizabeth e também por manifestações de protesto em Londres, após ter-se reunido em Bruxelas com os seus parceiros da NATO, o chefe de Estado americano afirmou contudo durante uma conferência de imprensa conjunta com Theresa May, que de forma alguma criticou a escolha da chefe do governo britânico em matéria do Brexit, mas simplesmente deu o seu parecer.

Trump aproveitou a ocasião para reiterar a vontade dos Estados Unidos em assinar um importante acordo comercial com o Reino Unido,tendo sublinhado que na sua entrevista ao The Sun, ele disse muita coisa positiva sobre Theresa May, que não foi publicada pelo controverso diário popular inglês.

Theresa May, respondeu que a intenção britânica, é fortalecer as relações comerciais com os Estados Unidos, uma vez concluído o Brexit.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.