Acesso ao principal conteúdo
Justiça

Ghosn “acusado injustamente”

Desenho de Carlos Ghosn na sua primeira audiência pública
Desenho de Carlos Ghosn na sua primeira audiência pública Kyodo/Reuters

Sete semanas após a sua detenção em Tóquio, a 19 de Novembro, Carlos Ghosn declarou esta terça-feira em tribunal ter sido “acusado injustamente”.

Publicidade

O presidente da Renault e ex-chefe da Nissan apresentou-se hoje pela primeira vez frente à justiça japonesa. Chegou às instalações visivelmente mais magro, sem gravata, sandálias de plástico verdes nos pés, pálido, algemado e com uma corda à volta da cintura.

A audiência durou quase duas horas. O dirigente franco-libanês-brasileiro defendeu-se num tom de voz firme e claro, sem qualquer demonstração de emoção, numa audiência que atraiu médias de todo o mundo.

Em inglês, o magnata do sector automóvel, de 64 anos, lembrou que passou “duas décadas da sua vida a reerguer a Nissan e a construir a aliança”, uma empresa que disse amar. Sublinhou ainda ter sido “acusado falsamente e detido de maneira injusta”.

Ghosn, detido por suposta fraude financeira, garantiu ter agido com “honra, legalmente e com o conhecimento e aprovação dos directores da Nissan”.

O presidente da Renault assegurou que não fez a Nissan compensar as suas perdas pessoais e detalhou as transações pelas quais é acusado de quebra de confiança. Ghosn acrescentou que as quantias transferidas por uma subsidiária da Nissan para um empresário saudita foram pagas por serviços prestados para o grupo na região do Golfo.

Carlos Ghosn é acusado de ter escondido das autoridades tributárias valores milionários acordados com a Nissan e de violar a confiança da empresa ao tentar encobrir perdas financeiras pessoais.

Na audiência, solicitada pelos advogados de Carlos Ghosn, o juiz Yuichi Tada leu as acusações e informou que a detenção do ex-responsável da Nissan justifica-se para evitar que este fuja do país e destrua ou altere provas.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.