Acesso ao principal conteúdo
Política/Estados Unidos

Joe Biden frente aos seus rivais democratas

Joe Biden e Kamala Harris, dois  dos candidats às  primárias democratas nos  Estados Unidos, revelaram-se  ferozes adversários  durante  o debate de quarta-feira à noite  em Detroit.31 de Julho de 2019
Joe Biden e Kamala Harris, dois dos candidats às primárias democratas nos Estados Unidos, revelaram-se ferozes adversários durante o debate de quarta-feira à noite em Detroit.31 de Julho de 2019 REUTERS/Lucas Jackson

Estados Unidos: No segundo debate para a escolha do futuro candidato democrata à eleição presidencial de Novembro de 2020, o antigo vice-presidente americano Joe Biden, favorito nas intenções dos partidários democratas, revelou-se mais ofensivo na noite passada em relação aos seus rivais. Contudo Biden foi igualmente objecto de críticas por parte dos restantes 19 candidatos, nomeadamente pela sua postura em matéria de direitos humanos e liberdades civícas.

Publicidade

Mais ofensivo, no decurso do segundo debate dos democratas para a escolha do candidato que enfrentará o republicano Donald Trump na eleição presidencial americana de 3 de Novembro, o antigo vice-presidente dos Estados Unidos Joe Biden, foi não obstante alvo de severas críticas, por parte dos seus 19 rivais.

Biden teve um ardente debate com os seus adversários, designadamente sobre as questões de saúde, imigração, justiça e etno-raciais.

A antiga procuradora da Califórnia Kamala Harris voltou a acusar Joe Biden de, nos anos 1970 como senador, ter apoiado posições segregacionistas.

Segundo Harris, Joe Biden não se redimiu, até a data, da sua postura em matéria de direitos humanos e liberdades cívicas

Como resposta, Joe Biden, que não defendeu a gestão da Administração Obama, realçou contudo que a sua escolha para assumir as funções de vice do primeiro presidente africano-americano da história dos Estados Unidos, foi feita nomeadamente com base no seu percurso, que contraria as acusações de que ele tem sido objecto.

Eu acho isso interesante, todos dizem que sou horrível no que toca a estas questões. Barack Obama sabia muito bem, quem eu era. Ele encarregou dez advogados de investigar o meu percurso, a minha posição sobre os direitos humanos e as liberdades cívicas. Ele mostrou-me as conclusões e disse-me, que eu era a melhor escolha.

                                    Joe Biden

Biden foi criticado por Cory Booker, um dos concorrentes à candidatura  dos democratas, por servir-se do nome de Barack Obama quando as circunstâncias lhe convinham.

Não obstante as divergências sobre questões como a política de imigração implementada pela Administração Obama, os aspirantes democratas à presidência dos Estados Unidos registaram também momentos de unanimidade, designadamente contra as posições de carácter identitário consideradas divisionistas, que têm sido assumidas pelo republicano Donald Trump.

Joe Biden continua a liderar as intenções de voto para as primárias democratas e poderá vir a ser o candidato, que enfrentará Donald Trump na eleição presidencial americana de 3 de Novembro de 2020.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.