Acesso ao principal conteúdo
Sudão/

António Monteiro integra painel sobre o Sudão

Embaixador Antonio Monteiro.
Embaixador Antonio Monteiro. UN Photo/Eskinder Debebe

O embaixador português António Monteiro foi escolhido pelo Secretário Geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon, para o painel que vai monitorizar os referendos sobre a divisão do Sudão, em janeiro de 2011, e o destino da região Abyei, centro.  

Publicidade

O diplomata afirmou seguir "sempre com preocupação" as situações africanas suscetíveis de causar instabilidade no continente mas confessou ter sido com "alguma surpresa" que recebeu o convite uma vez que não está ligado às questões do Sudão No entanto, sublinhou que as questões africanas desde sempre lhe mereceram grande preocupação.

Sobre a nomeação, António Monteiro, referiu que o painel visa encorajar as partes a atuar rapidamente de forma a garantir que o acordo seja respeitado e que os referendos se realizem no dia 9 de janeiro do próximo ano. Recorde-se, que decorrente da assinatura de paz em 2005, os habitantes do sul do Sudão irão votar para decidirem sobre a separação da região ou sobre a continuação como parte integrante do país. O diplomata português afirmou que a "preocupação principal é garantir que os dois referendos sejam conduzidos de forma imparcial para serem "credíveis" e que respeitem as regras internacionais e os acordos que estão estabelecidos entre ambas as partes interessadas.
António Monteiro reconheceu que se trata de um assunto extremamente delicado, porém acredita que com a boa vontade da comunidade internacional, com o interesse das partes em acabar com décadas de violência e conflito se poderá chegar a um cenário de paz.

De salientar que para além do embaixador português, o painel é encabeçado pelo ex-presidente da Tanzânia Benjamin Mkapa e ainda o antigo presidente da Comissão Eleitoral do Nepal, Bhojraj Pokharel.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.