Acesso ao principal conteúdo
Senegal, Africa

Abdoulaye Wade anuncia que pode ganhar presidenciais em 2012

Manifestações dos motins de 23 de junho em Dacar
Manifestações dos motins de 23 de junho em Dacar AFP PHOTO / MOUSSA SOW

O presidente senegalês Abdoulaye Wade fez ontem, 14 de Julho, o seu primeiro discurso desde os distúrbios de 23 a 27 de junho em Dacar, afirmando claramente que será candidato às eleições presidenciais de 2012 e que ganhará.

Publicidade

As declarações de Wade provocaram imediatamente uma série de reacções no seio da oposição, sociedade civil e da imprensa que denunciaram uma diversão do chefe de estado senegalês.

Para o partido socialista senegalês, um dos principais partidos da oposição, o presidente Abdulaye Wade, ficou surdo à mensagem do povo senegalês e em vez de apresentar respostas às preocupações do povo veio agora representar esta cena grotesca.

 

Assim, os socialistas apelaram a novas manifestações populares para forçar Wade a não continuar com essa farsa.

 

Por seu lado, o presidente da ONG Encontro africano para a defesa dos direitos humanos, Aliune Tine, considerou que Wade não foi ao essencial que é a questão da elegibilidade.

"O combate deve continuar para tudo fazermos para que ele não seja candidato em 2012; tudo o resto não passa de diversão, sublinhou Aliune Tine.

 

Oiçamos a análise de Mussá Diagne, professor no Instituto de língua portuguesa da Universidade xeique Anta Diop de Dacar.

 

 

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.