Acesso ao principal conteúdo
Angola

500 angolanos retidos na China

Cerca de 500 angolanos estão retidos na cidade de Nguangzu, na China.
Cerca de 500 angolanos estão retidos na cidade de Nguangzu, na China. AFP/KARIM SAHIB

Cerca de 500 angolanos estão retidos na cidade de Nguangzu, na China há mais de duas semanas. Os passageiros não podem regressar ao seu país devido a problemas com os aviões da companhia Emirates que deixaram de fazer a ligação entre os dois países.

Publicidade

Mais de 500 angolanos estão retidos na cidade de Nguangzu, porque a companhia aérea Emirates deixou de efectuar voos para Angola. Uma situação que começa a ser preocupante, pois neste momento falta quase tudo aos angolanos que se deslocaram à China. Há relatos de falta de dinheiro e de comida e de que as pessoas se encontram a pernoitar no aeroporto.

A Emirates diz, simplesmente, que não pode voar para Angola porque as autoridades angolanas fecharam o aeroporto para os aviões de grande porte.

Com a colaboração do nosso correspondente em Luanda, Avelino Miguel.

 

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.