Acesso ao principal conteúdo
Angola / Uganda

Fim da visita do Presidente do Uganda a Angola

Rebeldes dos M23 no Kivu Norte, no leste da RDC
Rebeldes dos M23 no Kivu Norte, no leste da RDC Foto AFP/ Mélanie Gouby

O Presidente do Uganda Yoweri Museveni terminou esta quarta-feira em Luanda uma visita de 24 horas a Angola dominada pela crise político-militar dos Grandes Lagos.

Publicidade

Durante a sua deslocação, Museveni reuniu-se em privado com o seu homólogo Angolano José Eduardo dos Santos, o encontro tendo-se debruçado sobre a situação vigente no Kivu-Norte, no leste da RDC, a perspectiva da cimeira internacional sobre os Grandes Lagos a ter lugar em Kampala a 6 e 7 de Agosto bem como questões de cooperação bilateral.

Confrontado com combates no leste do país envolvendo nomeadamente o movimento rebelde M23, o Presidente do Congo Democrático, Joseph Kabila, esteve recentemente em Luanda no intuito de solicitar apoio a Angola no quadro dos esforços político-diplomáticos para pôr fim a este conflito que tem impacto a nível regional.

Para além das suas consequências humanitárias, este conflito coloca em causa as relações dos países da região. A RDC acusou recentemente o Ruanda bem como o Uganda de apoiar os rebeldes dos M23 cujo avanço as tropas governamentais têm tido dificuldade em travar. Estas acusações têm sido desmentidas pelos países visados, mas ainda esta terça-feira peritos da ONU reiteraram as acusações contra Kigali. Consequência directa deste mal-estar, os Estados Unidos anunciaram na semana passada a suspensão do seu apoio financeiro ao exército do Ruanda, cujo Presidente Paul Kagamé era considerado até agora um aliado dos Americanos na região.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.