Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

Guiné-Bissau refuta aumento de narcotráfico

Relatório da ONU aponta para o aumento do tráfico de droga desde o golpe de Estado
Relatório da ONU aponta para o aumento do tráfico de droga desde o golpe de Estado Reuters

Mamadu Saido Baldé, ministro da Justiça do Governo de transição da Guiné-Bissau, deu hoje uma conferência de imprensa onde rejeitou o aumento do tráfico de droga desde o golpe de Estado de 12 de Abril.

Publicidade

A conclusão de um relatório da Organização das Nações Unidas aponta para o aumento do tráfico de droga desde o golpe de Estado de 12 de Abril, um documento que foi apresentado ao Conselho de Segurança da ONU.

Os dados apresentados em Nova Iorque causaram descontentamento em Bissau. Os jornalistas foram convocados pelo ministro da Justiça do Governo de transição da Guiné-Bissau, Mamadu Saido Baldé, que rejeitou as afirmações do relatório: "repudiamos e contrariamos qualquer elemento no sentido de que há um crescimento do narcotráfico na Guiné-Bissau".

Mamadu Saido Baldé aproveitou, ainda, o momento para desafiar a ONU e outras instituições a apresentarem provas contrárias aos elementos que estão na posse do executivo de transição e que negam o aumento do narcotráfico no país.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.