Acesso ao principal conteúdo
Moçambique / África do Sul

Morte de taxista Moçambicano amarrado e arrastado num carro da polícia Sul-Africana

Um vídeo amador registou o sucedido
Um vídeo amador registou o sucedido Foto Youtube

Um Taxista Moçambicano morreu esta quinta-feira após agentes da polícia Sul-Africana o terem amarrado na parte traseira do seu veículo de serviço e o terem arrastado cerca de 400 metros numa estrada em Davidton, na província de Gauteng no nordeste da África do Sul.

Publicidade

As imagens captadas por um vídeo amador, estão a gerar uma onda de choque. O jornal Sul-Africano Daily Sun afirma que para além de ter sido arrastado, o taxista Moçambicano de 27 anos, Mido Macia, terá sido igualmente espancado até à morte. De acordo com os primeiros dados do inquérito que entretanto foi encaminhado, esta tese tende a ter alguma sustentabilidade, uma vez que a autópsia revelou que Mido Macia morreu na sequência de ferimentos na cabeça que resultaram numa hemorragia interna. Mariamo Hassamo, correspondente da RFI na Africa do Sul dá mais explicações.

O certo é que o sucedido está a provocar muitas reacções. O embaixador Moçambicano na África do Sul, Fernando Fazenda, manifestou-se horrorizado com as imagens.No mesmo sentido, esta tarde o governo Moçambicano também reagiu, o Ministro Moçambicano dos Negócios Estrangeiros tendo denunciado os maus tratos de que são vítimas os cidadãos Moçambicanos na vizinha África do Sul. Oldemiro Baloi reclamou ainda que os agentes policiais envolvidos neste caso sejam punidos exemplarmente. O correspondente da RFI em Maputo, Orfeu Lisboa, recolheu as declarações do governante.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.