Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

Carlos Gomes Júnior retira candidatura à liderança do PAIGC da Guiné-Bissau

Carlos Gomes Júnior, antigo primeiro-ministro da Guiné-Bissau.
Carlos Gomes Júnior, antigo primeiro-ministro da Guiné-Bissau. Miguel Martins/RFI

Carlos Gomes Júnior, ex-primeiro ministro da Guiné-Bissau, retirou a sua candidatura à liderança do PAIGC, mas assume-se como candidato natural do maior partido guineense às próximas presidenciais.

Publicidade

Carlos Gomes Júnior disse, esta segunda-feira, que já comunicou à direcção do PAIGC a intenção de sair da corrida à liderança do partido, e que o fez para que o próximo congresso, que deverá acontecer em Maio, decorra com a maior estabilidade.

O ex-primeiro ministro da Guiné-Bissau referiu que a falta de condições práticas de segurança para fazer campanha em Bissau, de onde saiu há um ano após um golpe de Estado protagonizado por chefias militares, foi um dos argumentos, porém garante que é o candidato natural do maior partido guineense às próximas presidenciais.

Sobre a realização das eleições na Guiné-Bissau, Carlos Gomes Júnior considera que o escrutínio deveria decorrer ainda este ano, e reiterou a sua confiança em José Ramos Horta, o representante das Nações Unidas na Guiné-Bissau.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.