Acesso ao principal conteúdo
São Tomé e Príncipe

São Tomé e Príncipe : eleições uniformizadas em 2014

São Tomé e Príncipe terá eleições legislativas, autárquicas e regionais  em 2014
São Tomé e Príncipe terá eleições legislativas, autárquicas e regionais em 2014 AFP PHOTO/Martin VAN DER BELEN

O presidente Manuel Pinto da Costa propôs esta quarta-feira o adiamento das eleições autárquicas em São Tomé e regionais na ilha do Príncipe, tendo sugerido a sua realização em simultâneo com as eleições legislativas, agendadas para 2014.

Publicidade

Em mensagem à Nação e depois de na semana passada ter consultado o Conselho de Estado, o presidente saotomense jusrificou esta proposta com a situação económica e social que o arquipélago atravessa, e propôs a revisão da lei eleitoral, para permitir que a diáspora possa ter representação parlamentar.

Todos os partidos que sustentam o governo reconhecem que não hà condições para a realização das eleiçoes locais em julho como previsto, tanto mais que há mais de três anos que não se faz o recenseamento eleitoral.

A principal força política, o MLSTP/PSD, consdidera este adiamento como uma decisão democrática, o PCD defende a uniformização dos actos eleitorais e o MDFM/PL também apoiou a decisão presidencial.

Já o principal partido da oposição a ADI do ex Primeiro Ministro Patrice Trovoada, insurgiu-se contra este adiamento considerando que o presidente Pinto da Costa "tem medo das eleições e não consegue viver em democracia" afirmou o seu secretário-geral Levy Nazaré.

Com a colbaração de Wildiney Barroca em São Tomé, em serviço especial para a RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.