Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Angola : FLEC denuncia presença excessiva de tropas angolanas em Cabinda

Áudio 14:43
Logotipo da FLEC, Frente de Libertação do Estado de Cabinda
Logotipo da FLEC, Frente de Libertação do Estado de Cabinda cabinda.chez.com

A excessiva presença de tropas angolanas no enclave de Cabinda nos últimos tempos, é denunciada pela Frente de Libertação do Estado de Cabinda - FLEC - que entre 2 e 4 de Agosto assinalou 51 anos da sua criação, em 1963 em Ponta Negra, tendo entao eleito para presidente Ranque Franque, e para vice-presidente o actual lider do movimento independentista Nzita Henriques Tiago.Alexandre Tati Builo, Comandante Supremo das Forças Armadas Cabindesas - FAC - começa por referir o que chama de "paradoxo angolano que reforça a presença de tropas em Cabinda, o que não contribui para a pacificação do Enclave" e recorda a génese do conflito que desde a independência opõe Cabinda a Angola. 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.