Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

Onda de assaltos na Guiné-BIssau

Le centre-ville de Bissau.
Le centre-ville de Bissau. wikipedia

O gabinete do director da Unidade de Coordenação da reforma da Função Pública da Guiné-Bissau, José Braima Dafé, foi assaltado tendo sido levado um computador e dois monitores. O assalto, que teve lugar nesta quinta-feira,  já está a ser investigado pela Polícia Judiciária.

Publicidade

Esta é a quarta vez que acontece um assalto aos gabinetes dos responsáveis do ministério da Função Pública guineense. Em todas as situações os alvos têm sido locais onde estão guardados bancos de dados do programa de reforma e de modernização da Administração Púbica.

A polícia acredita que os assaltantes são pessoas que pretendem subtrair ou alterar a informações ligadas aos funcionários públicos, uma vez que o Governo da Guiné-Bissau tem em curso, desde 2010, um programa de reforma e modernização da administração pública que visa identificar e recensear os funcionários denominado “Funcionários Fantasmas Fora da Função Pública”.

Desta vez o alvo foi o gabinete do director da Unidade de Coordenação da reforma da Função Pública da Guiné-Bissau, José Braima Dafé. Os assaltantes levaram um computador e dois monitores, mas segundo avançou a polícia computador o não continha dados considerados relevantes mas continha informações ligadas ao ministério da Administração Interna, acrescentou.

O assalto, que já está a ser investigado pela Polícia Judiciária, aconteceu na noite de quinta-feira com os assaltantes a levarem um computador portátil de uso pessoal de Braima Dafé e dois monitores afectos ao seu gabinete.

 

Mais informação com o nosso correspondente em Bissau, Mussá Baldé.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.