Acesso ao principal conteúdo
Angola

Angola surto de sarampo causa vítimas mortais

AFP/Ariel Marinkovic

Surto de sarampo em várias províncias de Angola, com registo de centenas de casos e mortes, leva a uma massiva campanha de vacinação das crianças, com idades compreendidas entre os 2 e os 5 anos.

Publicidade

Em 2013 o sarampo causou 305 óbitos em Angola, num total de 15.632 casos, tendo sido mais afectadas as províncias do Uige, no norte do país com 2.874 casos, e a do Bié no sul com 2.385 casos, sem esquecer os bairros periféricos de Luanda.

As autoridades sanitárias não divulgaram ainda dados sobre o alcance e mortalidade do surto de sarampo em 2014, mas lançaram uma campanha de vacinação massiva, nas 18 províncias do país, denominada "Juntos pela eliminação do sarampo", que deverá abranger um universo de cerca de 2 milhões de crianças, com idades compreendidas entre os 2 e os 5 anos de idade.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) incluiu este ano Angola na lista de países que ainda registam surtos epidémicos de sarampo, com 4.458 casos notificados em 2012, abaixo da República Democrática do Congo com 72.029, do Burkina Fasdo com 7.362 casos e a Nigéria com 6.447.

O Plano Estratégico de Eliminação do Sarampo 2014/2020 do Ministério da Saúde de Angola, prevê o reforço da vacinação de rotina e o manuseamento correcto dos casos de sarampo, campanhas nacionais, a introdução da segunda dose de vacinação contra a doença no calendário nacional de vacinação de rotina, e a vigilância epidemiológica activa do sarampo.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.